Ipetshop
Take a fresh look at your lifestyle.

Pulgas em Gatos: Saiba como evitar ou eliminar esse incomodo parasita do seu amigo

0 95
Pulgas em gato
Pulgas em gato

Nesse artigo você irá entender como prevenir seu gato da infestação de pulgas

Ela é chamada de puliciose, ou seja, infestação de pulgas, esse problema está no topo da lista nos problemas que acontecem na pele dos gatos, e além de ser um problema muito frequente, muitas vezes é bem difícil de ser tratado.

Nos animais são encontrados inúmeros e diferentes tipos de pulgas, mas no gato é chamada de Ctenocephalides felis, e é a que mais se propaga nos gatos, e muitas vezes nos cães também.

Dando continuidade a esse artigo, vamos mostrar para você tudo sobre as pulgas nos felinos, tirando as dúvidas sobre todos os aspectos, para que você termine essa leitura entendendo um pouco mais sobre o assunto.

O ciclo das pulgas

Do mesmo modo que os demais parasitas, as pulgas pulgas em gatos também possuem um ciclo de vida, que de uma maneira geral deve ser entendido, para assim começar a se fazer o tratamento.

As pulgas fêmeas quando atingem a sua idade adulta, botam os seus ovos na pele dos gatos que caem juntamente com seus excrementos.

Exatamente após dois dias na pele dos gatos, surgem as larvas, que fazem a eclosão dos seus ovos e usam aqueles excrementos que a pulga deixou como fonte de nutrientes.

As pulgas não gostam de nenhum tipo de claridade, por isso ficam dentre os pelos e até mesmo debaixo de tapetes e dentro de alguns móveis da sua casa, depende do ambiente em que foi colocado seus ovos.

Então, após uma semana essas larvas se transformam em pupas e ficam dentro de uma espécie de casulo, essa pupa se torna rapidamente uma pulga adulta que começa a ter a percepção de animais ou pessoas para se instalar.

Ou seja, falando de uma maneira geral, o ciclo das pulgas dura aproximadamente 15 dias, mas que em alguns registros, uma pulga pode aguardar até dois anos dentro do seu casulo se não encontrar algum animal ou pessoa que a estimule a sair.

Diagnóstico e sintomas das pulgas nos animais

Diferentemente dos cachorros, identificar um gato com pulgas é bem mais difícil, exatamente porque os gatos se lambem constantemente, minimizando o principal sintoma da infestação por pulgas no animal, que é a coceira ou prurido.

Quando os gatos se lambem, automaticamente eles engolem as pulgas, fazendo com que a percepção e o diagnóstico fiquem muito mais difíceis, pois a visualização dos parasitas vai ficar bem complicada de se ver.

Ao pegarmos um gato e abrirmos os seus pelos na região das costas do animal, é muito provável encontrar pontos pretos, que são aqueles excrementos que as pulgas deixam, como falamos mais acima.

Mas a ausência desses excrementos também não exclui a chamada puliciose, pois como já sabemos que os gatos se lambem muito.

Então o problema pode ser identificado também pelas falhas nos pelos do animal, na maioria das vezes na parte das costas.

Que podem ou não conter aquelas crostas de coceira, que também pode ser um dos sintomas quando o gato desenvolve a dermatite alérgica, devido as picadas da pulga na pele do animal, e na maioria das vezes quando acontece isso a coceira se intensifica demais.

A puliciose pode deixar o animal fraco, com anemia e em filhotes as pulgas podem levar o animal a morte, pois as pulgas fazem a sua alimentação com o sangue dos gatos.

As pulgas também podem transmitir doenças infecciosas com a sua picada, somente um veterinário pode solicitar exames para identificar essas doenças.

Uma dessas doenças é a chamada Bartonelose, que é de uma maneira geral conhecida como síndrome da arranhadura do gato, e que também é transmissível ao ser humano.

Também outro diagnóstico que pode ser visto quando um gato está com pulgas, é encontrar vermes nas fezes de seu gato, ou saindo do ânus de seu animal, isso porque as pulgas também transmitem um parasita que é chamado de Dipylidium caninum.

Gato

Diferentes tipos de diagnósticos

Diferenciar a puliciose de outros tipos de doenças que causam o mesmo sintoma, ou seja,  a coceira, é extremamente importante.

Doenças como a sarna de ouvido, infecções fúngicas, demais doenças alérgicas, bacterianas e também as dermatites psicogênicas, que é onde o gato se lambe compulsivamente devido a alterações no seu emocional.

Podem ser diagnosticados diferentemente da puliciose, então procure um veterinário quando perceber sintomas diferentes.

Tratamento para a puliciose

Para que esse problema se inicie em seu gatinho, basta uma única pulga, e para o término dessa infestação no mínimo 2 meses. 

Para acabar com as pulgas em seu animal, existem diversas formas, mas se você não fazer um tratamento em todo o ambiente, não somente em seu gato, na maioria da vezes não faz efeito, pois como já falamos, as pulgas também ficam nos tapetes, chão, cama e sofá.

Quais os melhores produtos para combater as pulgas nos gatos?

Para iniciar o tratamento no seu animal, a primeira coisa é fazer uma visita ao seu veterinário, pois ele prescreve alguns produtos que são aplicados no corpo do gato, como sprays na região da nuca do animal ou entre todos os seus pelos.

Entre seus pelos, o produto é chamado de “spot-on” e que na maioria dos casos é muito efetivo.

Também são utilizados colares e talcos, porém não possuem a mesma eficácia. Os shampoos e sabonetes também auxiliam no tratamento das pulgas em seu animal, mas que sozinhos não surtem efeito algum nesse combate.

As diferentes fórmulas utilizadas pelos fabricantes fazem com que nem todos eles sejam eficazes, é necessário tomar muito cuidado com os anti pulgas para cães, eles não podem ser utilizados em gatos pois podem ser tóxicos, atenção a isso.

O tratamento das pulgas nos gatos dura aproximadamente 3 meses e podem chegar a até  anos, pois é o tempo que uma pulga pode durar em seu casulo. O tratamento deve ser realizado até o animal estar totalmente livre das coceiras e pulgas.

Sendo esse tratamento nos gatos bem mais complicado do que nos cães, isso porque como já falamos, os gatos se lambem.

Para um melhor diagnóstico em seu animal, assim que perceber algum comportamento diferente, ou perceber os problemas que falamos acima, leve seu gatinho rapidamente ao veterinário para que ele possa começar a ser tratado o mais rápido possível.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.