Ipetshop
Take a fresh look at your lifestyle.

Deseja adotar um pet? Veja o que é necessário e como o receber em sua casa

0

Está precisando de uma companhia em casa? Que tal adotar um animal de estimação? Adotar um pet é um ato respeitável e de muito amor e carinho aos animais.

Com a adoção de cães e gatos você estará tirando um bichinho que provavelmente já sofreu muito nas ruas e lhe dará uma casa repleta de amor.

Confira neste artigo um pouco mais sobre o que você precisa para adotar um pet e como você pode preparar sua residência para o receber da melhor maneira possível. 

Quem pode adotar um animal?

Existem algumas regras para a adoção de um animal, e, em algumas ocasiões, esses preceitos podem mudar dependendo da ong em que você estiver em contato para a adoção. Confira uma lista com as principais regras para adotar:

Idade

Animais de estimação podem ser adotados apenas por pessoas com idade igual ou superior a 21 anos de idade.

E, algumas “ONGS” podem questionar se o restante da família também está de acordo com a adoção, uma vez em que possíveis conflitos familiares na hora de ter um animal dentro de casa pode resultar numa “devolução” do pet ou até mesmo a um novo abandono do mesmo.

Documentos para adotar um animal

Para que você consiga formalizar a adoção será necessário apresentar os seguintes documentos: RG; CPF e comprovante de residência. 

Termo de responsabilidade

Você irá assinar um documento de termo de responsabilidade, no qual se compromete a cuidar bem do animal. Após a assinatura o responsável estará sujeito a cumprir com as penalidades em caso de maus tratos ou um novo abandono do animal.

Entrevistas

Algumas instituições poderão fazer uma entrevista antes de permitir a adoção do animal.

Onde o objetivo será avaliar se o indivíduo interessado possui totais condições de cuidar e prover as necessidades do animal:

  • assistência veterinária,
  • moradia adequada,
  • alimentação,
  • proteção,
  • entre outros.

Taxas

Existem instituições que adicionam um microchip de identificação ao animal e também realizam o registro geral dos mesmos.

Nestas situações é comum que a ong cobre uma taxa por tais serviços, sendo importante que antes da adoção você se informe com a organização sobre possíveis cobranças finais. 

Quanto tempo leva para adotar um animal?

Novamente, o tempo de espera para a adoção de um animal irá depender da ong a qual você estiver em contato para o processo de adoção.

Existem situações em que você poderá sair com o animal no mesmo instante, quando você adotar um filhote por exemplo poderá ter que esperar enquanto o mesmo está no processo de amamentação pela mãe.

Em alguns casos será necessário alguns dias para que o animal passe por todas as questões veterinárias como vacinas e vermifugação, entre outras situações.

Tudo irá depender da instituição e das situações em que o pet por você desejado esteja passando.


Quais os benefícios de adotar um animal?

Ainda está na dúvida se deseja mesmo adotar um animal? Precisa daquele empurrãozinho pra saber se está pronto para receber um bichinho em sua casa? Confira uma lista com alguns motivos/benefícios que você terá ao adotar um pet. 

Companheiro para todas as horas

Uma das grandes qualidades dos animais é o seu companheirismo, independente se gato ou cão, ao adotar você com certeza terá um companheiro leal e fiel ao seu lado sempre que chegar em sua casa todos os dias. Ter um pet é ter um amigo que estará lá por você em todos os momentos de sua vida.

Sociabilidade

Se você se considera uma pessoa “antissocial” ou tem dificuldades para socializar e se comunicar com outras pessoas. Então ter um pet poderá ser de grande ajuda, estudos já mostraram que possuir animais, principalmente os cães nesta ocasião, fazem com que você se torne uma pessoa mais ativa.

Saia de casa para passear com o mesmo e acabe convivendo e até mesmo conversando com aqueles que passam pelo seu caminho, tudo isso graças ao seu bichinho de estimação.

Menos estresse

Estudos comprovam que conviver com animais impactam de forma direta e ainda melhoram a saúde do homem, reduzindo níveis de estresse, pressão e ansiedade.

Pesquisas feitas pela Universidade da Virginia, nos Estados Unidos, comprovaram que pessoas que convivem com animais possuem menos chances de adoecimento se comparadas com aquelas que vivem sozinhas. 

mulher com um gato

Responsabilidade de adotar um pet

Não é segredo que os bichinhos necessitam de cuidados constantes, eles precisam de atenção, cuidados com a água, alimentação, exercícios, higiene, entre outros.

Desta forma, o cuidador cria muitas noções de responsabilidade que serão utilizadas nas mais diversas áreas da vida, desde o trabalho até os estudos.

Como receber um pet em casa?

Receber um novo membro da família em casa sempre requer mudanças e adaptações, com animais não será diferente.

Confira algumas dicas que irão lhe ajudar a receber seu pet em casa da melhor maneira possível, evitando possíveis acidentes e também oferecendo uma melhor qualidade de vida para o mesmo. 

  • Durante o período de adaptação é importante que você imponha limites afim de ensinar o que o pet pode ou não fazer nas dependências da casa. É justamente nos primeiros dias que você irá ensinar onde ele deve fazer suas necessidades, onde irá dormir, o horário de passeio, horário para brincar e horário de alimentação e descanso. Estes primeiros momentos são cruciais para um melhor convívio entre você e o animal, caso dê muita liberdade para o pet no período de adaptação será ainda mais difícil fazer com que ele lhe obedeça com o passar do tempo. 
  • É de extrema importância que você possua grades e telas de proteção em janelas e varandas, caso não possua telas inicialmente é importante que mantenha o acesso a varanda e também as janelas sempre fechadas. Assim que possível é indicado que você visite uma loja de redes de proteção em Curitiba ou na sua região mais próxima e faça a instalação de redes em sua casa.
  • Naturalmente os pets ao chegarem em uma nova residência irão querer explorar o ambiente, sendo importante que você antes da chegada do animal esconda quaisquer substâncias ou elementos como medicamentos, plantas venenosas, possíveis fios e cabos de energia soltos e também alimentos como chocolate que podem fazer muito mal ao animal.
  • Não forneça objetos velhos como sapatos, chinelos ou roupas como brinquedos para o animal; esse é um dos motivos que pode fazer com que o pet tome a liberdade de achar que suas roupas são um brinquedo.
  • Caso possua crianças pequenas na residência é importante que os ajude a entender que o pet não é um brinquedo! Crianças pequenas por não entenderem muito bem podem acabar estressando o animal, apertando e forçando relações que as vezes o pet pode não querer. Tornando o bichinho mais arisco e até mesmo fazendo com que ele tenha reações violentas para com a criança. Inicialmente é indicado que as relações entre criança + pet sejam sempre supervisionadas por um adulto.
irmaos brincando com cachorro

Lembre-se que adoção é uma ação que deve ser tomada com responsabilidade!

Por mais que você esteja se sentindo pronto para adotar um tenha a completa noção e consciência de que possui capacidade para fornecer uma boa vida ao seu companheiro, não havendo uma possibilidade de um novo abandono para com o animal.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.