Ipetshop
Take a fresh look at your lifestyle.

Benefícios de se ter um cachorro em casa

0 121

Animais de estimação, principalmente o cachorro, traz muitos benefícios para uma família, a prática do amor incondicional e a lealdade são demonstradas a todo instante…

Cachorro
Cachorro

Não é novidade que os cachorros são especiais, amigos fiéis de todas as horas. Por isso, muitos são os benefícios de se ter um cachorro em casa. Na verdade, ter um cão em casa é bom para toda família. 

Os benefícios vão desde desenvolver o afeto, melhorar o condicionamento físico ao ter que levar o cachorro para passear, desenvolver a linguagem e a habilidade motora das crianças, só para citar alguns deles. 

A presença de um animal de estimação em casa muda completamente a rotina de uma casa, por isso, eles acabam se transformando em mais um membro da família, sendo uma ótima companhia para idosos ou qualquer pessoa que more sozinha. 

Pessoas com crianças devem ter cachorro? Conheça a opinião especializada para o tema

Apesar da bagunça que muitas vezes significa juntar em uma mesma casa uma criança e um cachorro, o resultado, no final das contas, é muito positivo, passando por um maior desenvolvimento afetivo, educacional e pessoal de qualquer criança.

Confira alguns dos benefícios comprovados por especialistas: 

  • Sistema imunológico: é fortalecido ajudando a combater, por exemplo, tosse, coriza, infecções, alergia, dermatite…
  • Afetividade: o convívio com animais de estimação acaba desenvolvendo a efetividade. 
  • Ansiedade: o convívio com um cachorro também reduz, comprovadamente, a ansiedade e estresse. 
  • Exercícios: quem tem cachorro costuma brincar com ele, levá-lo para passear, ou seja, ter um cão ajuda a combater o sedentarismo. 
  • Convívio familiar: um cachorro ajuda a integrar mais a família.
  • Proteção: um cão traz a sensação de proteção para uma casa.
  • Responsabilidade: comprovadamente, crianças que têm cachorro, desenvolvem desde cedo noções de responsabilidade.
  • Terapia: em muitos casos, a companhia de um cão serve como terapia, também, como no caso de crianças autistas, facilitando seu convívio em sociedade. 
Cachorro com Criança
Cachorro com Criança

Adotar cachorro x comprar cachorro

Na hora de buscar esse novo membro para a família, normalmente, se conversa sobre seu tamanho, tipo e nome desse amiguinho de patas, e sobre a dúvida se o melhor é comprar ou adotar.   

A primeira opção deveria ser sempre adotar, afinal, com tantos animais abandonados precisando de uma família, porque não escolher e acolher um desses animais? 

A questão não é tão simples como muitos imaginam… Se por um lado, o ideal é escolher um dos muitos pequenos abandonados, que vivem em terrenos baldios, embaixo de pontes, estacionamentos, por outro lado, eles, muitas vezes, estão doentes e, certamente, nem castrados são. Sem falar que existem cães mais adequados para determinados casos, como o de crianças alérgicas, autistas, cegas, dentre outros problemas que, nesses casos, o indicado é comprar.

É preciso entender que o problema não é comprar um cachorro, é comprar de maus criadores, aqueles de fundo de quintal, com fábricas de filhotes, que criam os cachorros em péssimo estado, sem contato com humanos…. Embora só os filhotes cheirosos apareçam em vitrines de pet shops e feirinhas clandestinas. 

Porém, existem pessoas sérias,  que dedicam tempo e dinheiro para melhorar raças, manter um padrão comportamental de saúde, genética e, nesses casos, claro, merecem uma recompensa financeira, com dinheiro para reinvestir e melhorar ainda mais a qualidade do seu trabalho!

Mas, em todo caso, é preciso muita atenção se resolver ou precisar apelar para a compra de um cachorro de uma determinada raça, verificando se não são criadores de fundo de quintal, não colaborando para esse tipo de comércio, denunciando sempre.

Lembrando que, em certas situações é até necessário comprar um cachorro de raça, como para cão guia, de trabalho, etc. Porém, o seu dever é buscar por um criador qualificado.

Converse com um especialista ou mesmo veterinário da sua região, ele saberá te dar uma indicação boa para adoção ou compra, se essa for a escolha.

A Ipetshop defende sempre a adoção.  Mas o importante é o bem estar animal sempre, tome uma decisão com responsabilidade.

Cachorro a espera de um lar
Cachorro a espera de um lar

Por que ter um cachorro SRD (vira lata)

Se não houver necessidade de comprar um cachorro de raça, sem dúvida, a recomendação é mesmo, e SEMPRE, escolher um SRD ( sem raça definida) o famoso vira lata. 

E os motivos são muitos, desde ajudar a combater a superpopulação; tirar um amiguinho das ruas; dar uma ótima demonstração de afeto para seus filhos; vai ter um pet saudável.

Provavelmente, sem frescuras de cuidados que muitas raças exigem e, dentre muitas outras vantagens,  vai ter o amor incondicional de um cãozinho que estava esperando ansiosamente por um amigo!

Conheça os 10 tipos de cachorro mais comuns do Brasil

De acordo com uma pesquisa do Jornal Brasil Econômico,  sobre as raças mais populares no Brasil, o bom e velho SRD, ou vira-lata,  ainda é o mais comum nas casas, significando 20,6%, confira a lista:

  • Vira – lata (20,6%)
  • Poodle (12,1%)
  • Pincher (6,6%)
  • Labrador Retriever (5,7%)
  • Yorkshire Terrier (5,0%)
  • Shih Tzu 
  • Maltês 
  • Pug
  • Golden Retriever
  • Bulldog Francês

As últimas 5 raças listadas aqui somam um total de aproximadamente 44%

Quanto custa manter um cachorro – Finanças

Cachorro lindo
Cachorro lindo

Antes de resolver ter um cachorro, no entanto, é preciso considerar que qualquer animal tem um custo, requer cuidados, é preciso levar em conta gastos com alimentação, saúde e higiene que tendem a aumentar com o avançar da idade. 

Avalie com calma se o cachorro cabe não só no bolso, mas também na rotina da casa.

Considere nas finanças: 

  1. Estrutura (comedouros, coleira, transporte para carro, tapetes higiênicos, cama, etc.); 
  2. Alimentação; 
  3. Veterinário (remédios, vacinas, castração, vermífugos e antipulgas)
  4.  Gastos com o banho contínuos, a higiene do cachorro.

Certamente, cada cachorro requer cuidados diferentes, os de raça costumam exigir mais, porém, mesmo quem deseja ter um SRD deve ter em mente que veterinário não é barato, consultas e medicação, sem contar os exames quando são necessários… 

No total,  os custos para se manter um cachorro podem variar, mas especialistas já calcularam e dizem que a média anual é entre R$ 540,00 a R$ 1.500,00 por ano. 

A variação depende da raça, da região em que mora, do porte do animal e das marcas escolhidas de comidas e brinquedos para seu animal.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.